Pesquisar

Redes sociais


Banner Campanha Outubro Rosa e Novembro Azul 2017
Print Friendly

Ação da Polícia Federal em março de 2014 dentro da UFSC é motivo de perseguição a professores e servidor da UFSC até hoje

ft-UFSC-MarcoFavero-AgenciaRBS

Mais de cem entidades e movimentos assinam Nota de Repúdio à ação do Ministério Público Federal que criminaliza professores da UFSC. Entre as entidades, a FECESC também assina a nota. A lista continua circulando e está aberta à adesão das entidades que querem se unir na luta pelo arquivamento do processo contra os quatro professores e um técnico administrativo. Veja a íntegra da nota:

NOTA DE REPÚDIO

As entidades, movimentos e organizações abaixo manifestam seu veemente repúdio à ação do Ministério Público Federal (MPF) que criminaliza quatro professores e um técnico administrativo da Universidade Federal de Santa Catarina, os quais se apresentaram como mediadores e defensores do espaço público da Universidade e dos seus estudantes, quando da operação policial no campus da UFSC em 24 de março de 2014. A operação foi comandada pela Política Federal com auxílio da Polícia Militar do estado de Santa Catarina com a alegação de combate ao tráfico de drogas. O resultado da operação foi uma violenta repressão com a entrada da tropa de choque da Polícia Militar no campus usando bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha, ferindo diversos estudantes, técnicos administrativos em educação e professores. Os cinco servidores estão sendo ameaçados judicialmente de perderem a função pública e de receberem benefícios do Estado por cinco anos, de pagarem uma multa civil no valor de 10 vezes a remuneração de cada um, do pagamento de R$ 45.380,11 reais de danos patrimoniais, além da perda dos direitos políticos por oito anos. Trata-se claramente de um ato político de punição aos servidores que defendem o caráter público e a autonomia da Universidade e que agem em consonância com sua função pública. Esses servidores não cometeram nenhum ato de improbidade administrativa, conforme resultado de sindicância interna da UFSC e foram inocentados em ação criminal. Diante desse fato, repudiamos a iniciativa do MPF, exigimos o arquivamento do processo e nos solidarizamos com os servidores vítimas desta ação.

Assinam a nota:

Andes

Fórum de lutas em defesa dos direitos – Santa Catarina

CSP Conlutas

Sinte Regional São José

ANEL

MAIS

SIMPERE- Sindicato dos Professores Municipais do Recife.

Sinte Regional Criciúma

ASSIBGE – núcleo SC

MML- Movimento Mulheres em Luta de Joinville

Sintespe

SINDPD SC

Polo Comunista Luiz Carlos Prestes

Intersindical Central da Classe Trabalhadora

Sinergia

Sind Comerciário de Laguna

Juventude Comunista Avançando

Movimento Avançando Sindical

Mov Pta do Coral

ACD/SC

Sintetfal/ Sinasefe -Alagoas

Esquerda Marxista

Liberdade e Luta

Sintect SC

SINDSERM- Teresina

Caligeo – UFSC

Sinjusc

Centro Acadêmico Livre de História – UFSC

Brigadas Populares

Subsede Juiz de Fora SindUTE MG

Subsede Contagem SindUTE MG

SINDPREVS/SC

Coletivo ALICERCE

SEEB Floripa – Sindicato dos Bancários.

FETEC-SC. Federação dos Bancários de SC.

Abepss

MTST

Grupo de Estudos de Política, Lutas Sociais e Ideologias-UFMA

Observatório de Políticas Públicas e Lutas Sociais – UFMA

Comitê UFMA pela Democracia

Movimento Nacional Quilombo Raça e Classe

Movimento Hip Hop Quilombo Brasil

Movimento Mulheres em Luta Maranhão

Movimento de Insurgência Camponesa

MST

Auditoria Cidadã da Divida

MLS Movimento Luta Socialista

Sinte Regional Joinville

Coletivo chega de racismo – Criciúma

CUT/SC

PSTU

Oposição alternativa/APEOESP

Centro Acadêmico  de História Edson Luiz-UNESC

Fecesc

Sindsaúde RN

Oposição Educação- Muda Sinte/RN

SUBVERTA

APESJF-SSIND/Andes-SN

ADUFOP – Seção Sindical do andes

Resistência e Luta – corrente sindical e popular

ADUNEB

Facesp

Fenametro

Sinte Regional Criciúma

Sintufsc

FASUBRA ,

SINTE-MED/UFTM,

ASSUFBA ,

SINDIFES,

Sintur-RJ

Sindsprev-SP

Sintet-UFU

Nova Organização Socialista – NOS

Sindicontas

Sinte Regional Florianópolis  Fenacontas – federação nacional de servidores de tribunais de contas

SIMPE – SC

UNALGBT

GEFOCS – Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Educação, Formação Cultural e Sociedade (UNESC)

Conselho federal de Serviço Social – CFESS

Sindufap

Sinasefe IF Fluminense

Sinasefe São Luís Maracanã – MA

Sintrasem/CUT

SinPsi SC

SINASEFE SEÇÃO IFSC

Mandato Lino Peres

Sinte Regional Itajaí

Diretório estadual do PSOL SC

Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina

Coletivo Resistência Estudantil-Araranguá

CAGEO-Rosa dos Ventos-UNESC

MMM/SC

Sinasefe (Nacional)

CACIF – Centro Acadêmico de Cinema IF Goiás

PCB

ASSUFRGS – sindicato dos técnico-administrativos da UFRGS, UFCSPA e IFRS

APG UFRGS

Aserghc – Associação dos Servidores do GHC

Sindsaúde RS

Movimento Sinte pela Base

Sindaspi/SC

CTB

Sindsaude SC

Sintrafesc

PCdoB/SC

Mandato Vereador Afrânio

PSOL

Sindicato do Tribunal de Contas

Executiva Nacional dos Estudantes de Serviço Social

Fenacontas

Coletivo Catarinense Memoria, Verdade e Justiça.

Mandato do deputado federal Pedro Uczai

 

Foto: Marco Favero/Agencia RBS (http://dc.clicrbs.com.br/sc/noticias/noticia/2014/03/confronto-entre-estudantes-e-policiais-transforma-ufsc-em-campo-de-guerra-4456527.html)

Siga-nos

Sindicatos filiados