Pesquisar

Redes sociais


Receita libera consulta ao último lote do Imposto de Renda

08/12/2008
A Receita Federal vai liberar amanhã (8) a consulta ao último dos sete lotes de restituição do Imposto de Renda 2008. O dinheiro da restituição estará disponível na conta do contribuinte no dia 15 de dezembro, corrigido em 8,23%. Serão liberadas 451.062 restituições, totalizando um montante de R$732.995.661,85. Com o pagamento deste lote, o total de liberações pagas pela Receita em 2008 passa de R$9,5 bilhões, recorde de devoluções a pessoas físicas em um mesmo ano. Em 2007, o volume total de restituições foi R$8,69 bilhões. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet ou telefonar para 146 e informar o número do CPF. Quem não recebeu a restituição nos meses anteriores e não estiver incluído neste lote de restituições, está automaticamente na malha fina. Nesses casos, as restituições são liberadas em lotes residuais sem datas definidas, geralmente após apresentação de declaração retificadora. Pelas normas do Imposto de Renda, quem não informou o número da conta bancária para crédito da restituição deve procurar uma agência do Banco do Brasil, ligar para qualquer agência ou para o BB Responde 4004-0001, nas capitais, ou 0800-729-0001 nas demais localidades e pedir a transferência para qualquer banco em que tenha conta corrente ou poupança. Se o contribuinte não concordar com os valores, deve sacar o dinheiro e reclamar depois à Receita.   Agência...

Doações em dinheiro para vítimas em Santa Catarina somam R$ 18,2 milhões

05/12/2008
As doações em dinheiro destinadas às vítimas dos temporais que atingiram, sobretudo, o litoral de Santa Catarina já somam R$ 18,2 milhões. As doações de suprimentos, de acordo com o último boletim divulgado pela Defesa Civil estadual, totalizam 2,5 milhões de quilos de alimentos, 1,5 milhão de litros de água e 180 toneladas de roupas, brinquedos e produtos de higiene pessoal. A recomendação, segundo o comunicado, é que empresas ou pessoas de outras unidades federativas interessadas em doar mantimentos entrem em contato com o Departamento de Defesa Civil do seu próprio estado. Para agendar o envio de doações, o contato deve ser feito pelo telefone (48) 4009-9886. Confira as lista das contas bancárias disponíveis para receber doações em dinheiro: Banco do Brasil agência 3582-3, conta corrente 80.000-7 Bradesco 237, agência 0348-4, conta corrente 160.000-1 Itaú 341, agência 0289, conta corrente 69971-2 Besc agência 068-0, conta corrente 80.000-0 Caixa Econômica Federal agência 1877, operação 006, conta corrente 80.000-8 Sicoob/SC 756, agência 1005, conta corrente 2008-7 Sicred 748, agência 2603, conta corrente 3500-9 Santander 033, agência 1227, conta corrente 430000052 Banrisul 041, agência 0131, conta corrente 06.852725.0-5 Fonte: Defesa Civil de Santa...

Lula diz que não vai deixar de investir em crescimento por causa da crise

05/12/2008
Na avaliação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, entre os países que formam o G20 (grupo que reúne as principais economias desenvolvidas e emergente do mundo) o Brasil é o mais bem preparado para enfrentar a crise econômica mundial e, por isso mesmo, não vai deixar de investir “um centavo” do que estava previsto em razão do momento delicado por que passa a economia mundial. Falando de improviso para uma platéia formado basicamente por artistas e intelectuais, na sede o Ministério da Cultura, no Rio de Janeiro, o presidente disse que o momento não é de desespero e que o Brasil vai sair desta crise ainda maior e mais fortalecido do que se encontra hoje. “É lógico que eu acho que é correto e necessário fazer uma analise da crise, mas é preciso que tenhamos a dimensão correta do que está acontecendo no mundo, até porque o mundo também não é bobo de se deixar auto-quebrar”. Na avaliação do presidente, o país hoje está numa situação infinitamente melhor do que em qualquer outro momento de sua história. “Hoje nós somos um país com uma economia consolidada, com US$ 207 bilhões de reservas, com uma dívida pública que representa apenas 36% do PIB (Produto Interno Bruto), quando um país como a Itália (desenvolvido) tem 105% do PIB de dívida pública e outro país desenvolvido como os Estados Unidos têm uma divida pública de quase 70% do Produto Interno Bruto”. Para o presidente parte dos problemas decorrentes da queda das exportações em conseqüência da retração da economia mundial pode ser resolvido internamente, porque o país tem um mercado grande e pungente. Na avaliação do presidente Lula, a crise atual é mais séria que a de 1929, considerada até hoje como a mais grave da história da economia mundial, mas sustentou que ainda assim o país não pode se acovardar. "Em época de crise, a gente não pode se acovardar. E eu posso garantir a vocês que quanto mais crise, mais investimentos vamos fazer, porque isso é que vai gerar emprego e renda. Não podemos deixar que a roda-gigante da economia deixe de girar, porque aí é que a crise pode se instalar no país”, disse. Lula comparou o mercado a um adolescente que se julga independente, mas, diante da "primeira dor de barriga", volta para a casa dos pais. "O que aconteceu com o mercado é que quando deu dor de barriga, chamaram o Estado, que negaram durante 20 anos. É por isso que o mercado precisa de controle e de regulação", afirmou.   O presidente criticou ainda o que chamou de “elite colonizada”, que achou fantástico o anúncio do presidente dos Estados Unidos, Barak Obama, de que criaria 2,5...

Santa Catarina volta a receber doações para vítimas da chuva

04/12/2008
O governo de Santa Catarina assegurou a continuidade do recebimento de doações para as vítimas das enchentes e dos deslizamentos de terra que atingem, sobretudo, o litoral do estado. De acordo com o comunicado divulgado hoje (4), a Defesa Civil estadual vai utilizar unidades das Secretarias de Desenvolvimento Regional para armazenar as doações. Na noite de ontem (3), a Defesa Civil de Santa Catarina havia informado que o transporte de doações estava temporariamente suspenso porque as centenas de toneladas de alimentos, água, roupas e materiais de higiene e limpeza haviam superado a capacidade de armazenamento disponível até o momento. De acordo com o comunicado divulgado hoje, o volume de doações criou problemas de logística já superados com a determinação de que as doações sejam encaminhadas às secretarias localizadas no litoral sul e norte catarinenses (municípios de Criciúma, Araranguá e Joinville), além das secretarias situadas nas regiões mais afetadas pelas águas (municípios de Blumenau, Timbó, Brusque, Jaraguá do Sul e Itajaí). “Diante da situação das Centrais de Arrecadação e Distribuição, montadas pelo governo do estado, e que tiveram praticamente esgotada sua capacidade de armazenamento, usar a estrutura das regionais foi a solução para manter o fluxo de doações”, diz a nota. Além do reforço das secretarias regionais, a previsão é que na próxima semana entre em operação uma nova Central de Arrecadação e Distribuição, com 10 mil metros quadrados, localizada na Grande Florianópolis. Agência...

Marcha da CUT em Brasília defende emprego e crescimento contra a crise

03/12/2008
Nesta quarta-feira (3), a CUT e as centrais sindicais realizam em Brasília a V Marcha Nacional da Classe Trabalhadora, manifestação que vai reunir milhares de trabalhadores de diversas categorias e de todas as regiões do Brasil para pressionar os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário a incluir no Orçamento da União e nos projetos nacionais as propostas e a agenda do movimento sindical dos trabalhadores. A mobilização de rua terá início às 8h30, em concentração das delegações no Estádio Mané Garrincha. Às 10h, os trabalhadores dão início à Marcha, que percorrerá as ruas em direção ao Congresso Nacional, onde haverá ato político por volta das 13h. Este ano, os objetivos principais da Marcha são a defesa dos empregos, da renda, da manutenção e ampliação dos direitos, e a preservação e aumento dos investimentos produtivos para fazer frente à crise financeira internacional, com foco na proteção dos trabalhadores e trabalhadoras. Uma frase que sintetiza os objetivos da Marcha é: "Os trabalhadores e trabalhadoras não vão pagar pela crise". Atos e audiências A CUT também fará manifestação às 13h em frente à sede do Ministério do Trabalho e Emprego. A CUT cobrará a revogação da Instrução Normativa 001 – que pretende criar imposto sindical para servidores públicos –,o envio do projeto de lei que acaba com o imposto sindical e que cria a taxa negocial democrática e a retirada do projeto, preparado pelo próprio Ministério, que cria uma regulamentação para a terceirização que, na prática, ataca vários direitos dos trabalhadores. A CUT e as centrais também solicitaram audiências com ministros e parlamentares para amanhã, com o objetivo de entregar a pauta de reivindicações e propostas e debater soluções. As audiências, assim que confirmadas, terão seus horários e locais de realização informados em novo aviso de pauta. CUT...

JULGADO DISSÍDIO DE CONSÓRCIOS 2008

01/12/2008
O TRT de SC julgou o dissídio coletivo impetrado pela FECESC em favor dos empregados de Administradores de Consórcios na data de 01/12/08, e concedeu, além do reajuste salarial de 5,88%, GARANTIA DE SALÁRIOS E CONSECTÁRIOS (outras verbas salariais) desde a data do julgamento até 90 dias após a publicação do acórdão, limitado a 120 dias. Ou seja, a empresa de consórcio que demitir empregado dentro desse prazo, terá que pagar, além das verbas rescisórias, os salários e consectários desse período de garantia. A íntegra da decisão será disponibilizada tão logo seja publicada pelo...

Supermercados ampliam encomendas para o Natal

28/11/2008
Apesar da crise, os supermercados mantêm o ritmo de crescimento, com aumento nas encomendas para o Natal e o Ano Novo e a maior alta nas vendas no acumulado do ano até outubro em seis anos, já descontada a inflação do período. O faturamento superou em 9,19% o do mesmo período do ano anterior, de acordo com a Abras (Associação Brasileira de Supermercados). Alimentos, bebidas, perfumaria, higiene e limpeza representam mais de 70% das vendas do setor. Segundo o presidente da entidade, Sussumu Honda, esses itens são mais sensíveis à variação da renda do que ao crédito e, por isso, os supermercados ainda não sentiram os efeitos da turbulência internacional. No confronto de outubro com o mesmo mês do ano passado, a alta real foi de 11,48%. Já ante setembro, foi de 6,62%. O Grupo Pão de Açúcar também divulgou as vendas brutas em outubro (R$ 1,75 bilhão), com alta de 25,2% em relação ao ano anterior. Pesquisa da Abras entre 17 de outubro e 14 deste mês mostrou que 71% das empresas entrevistadas aumentaram os pedidos feitos à indústria para as festas de fim de ano na comparação com o ano passado, 25% mantiveram o mesmo patamar e 4% reduziram. Em 2007, com relação a 2006, 65% incrementaram as compras, diante de 33% que não alteraram. Para Honda, como os consumidores estão mais conservadores em adquirir bens duráveis por causa da retração no crédito, "existe a tendência de organizar festas de final de ano mais fartas". O presidente da Abras prevê aumento entre 5% e 7% nos preços dos produtos sazonais, mas pondera que, se os supermercadistas tiverem dificuldade nas vendas, vão ampliar os itens em promoção. Para os importados, Honda preferiu não arriscar uma estimativa de alta nos preços com a disparada do dólar neste semestre. Segundo o levantamento, 53% dos entrevistados mantiveram as encomendas nos níveis de 2007, 39% ampliaram e 8% reduziram. Considerando as vendas na semana de Natal e Ano Novo, os 500 maiores supermercadistas do país projetam crescimento de 14% no faturamento. Sobre o consumo dos lares brasileiros no terceiro trimestre, estudo da LatinPanel aponta expansão de 2% no volume no confronto com igual período de 2007, considerando as cestas de alimentos, bebidas, higiene pessoal e limpeza. O aumento foi puxado pelas classes A e B (5%), seguidas das D e E (2%), enquanto na C não houve alteração no volume. Para Patricia Menezes, gerente da empresa, uma das explicações é que essa parte da população foi a que "mais se endividou com a compra de bens duráveis".  ...
RECESSO DE FIM DE ANO NA FECESC
27/11/2008
Como ocorre anualmente, a FECESC fará um recesso em suas atividades no período de 24 de Dezembro/2008 a 04 de Janeiro/2009. Portanto, o expediente normal em sua sede será até o dia 23 de Dezembro, retornando ao normal no dia 05 de Janeiro.
FECESC realiza com sucesso sua 55ª Plenária Estadual
24/11/2008
A FECESC realizou na última semana, de 17 a 19 de novembro, a sua 55ª Plenária, na sede do SESC, em Cacupé, Florianópolis. O objetivo do encontro era reunir representantes dos comerciários de todo o estado, importantes debatedores e realizar discussões sobre temas importantes como a crise econômica mundial, os 20 anos da Constituição Brasileira e os resultados das eleições de 2008 com perspectivas para o pleito de 2008. “A nossa expectativa é ter excelentes debates, com a presença de convidados nacionais, dos nossos delegados e a disposição de importantes temas”, avalia Francisco Alano, Presidente da FECESC. A mesa de abertura do evento contou com a participação do presidente da FECESC, Francisco Alano, dos diretores, Nadir Cardozo dos Santos, e Ivo Castanheira, dois representantes da Contracs, Lucilena Binsfild, e Valeir Ertle, e do Presidente da CUT, Neodi Giachini. A representante da Contracs, que também é sindicalista em Santa Catarina, destacou a escolha do tema do encontro e do compromisso de se reunir em torno do debate de temas tão importantes. “Apenas olhando o tema do evento ‘continuar na luta para aumentar direitos’ já demonstra a dimensão e a importância da nossa atuação e os motivos da nossa presença. Valeir Ertle, também da Contracs, destacou a presença de caras novas na platéia. “É importante perceber que há caras novas nesta plenária, demonstrando que o movimento sindical está se renovando”, destacou. O Presidente da CUT, Neodi Giachini também destacou a escolha dos temas e afirmou que é “um mérito fazer sindicalismo no Brasil, um país de dimensões continentais”. “Parabéns a FECESC pela plenária e aos representantes da Contracs por assumir o desafio de fazer sindicalismo nacionalmente”, afirmou. O Presidente da FECESC encerrou a mesa de abertura destacando a presença em peso das delegações já na mesa de abertura. “Já no começo desta mesa temos 18 sindicatos e a ampla maioria dos delegados”, afirmou Alano. O Presidente deu as boas vindas, agradeceu a participação de todos e listou os temas a serem discutidos, afirmando que é uma maneira de formar a categoria e ao mesmo tempo atuar em importantes temas para o país. Alano também lançou para a categoria o desafio de eleger a Senadora Ideli Salvatti a próxima governadora de Santa Catarina em 2010. O Evento proporcionou excelentes debates com convidados nacionais e representantes do estado. José Genuíno, Deputado Federal pelo PT-SP, ex-Deputado Federal Constituinte e e ex-Presidente do PT Nacional, e Luiz Gushiken, ex-Ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, ex-Deputado Federal Constituinte e ex-Presidente do PT Nacional, falaram sobre conjuntura, eleições, estratégias para 2010 e direitos dos trabalhadores pós-Contituição de 1988. A crise econômica também foi tema presente em todo o evento. A palestra de abertura ocorreu com a economista Amaura...

Calendário 2009 já está à disposição para download

24/11/2008
A Contracs está disponibilizando o calendário de parede 2009 para que os sindicatos e federações filiados possam utilizar o material na divulgação e ação sindical. Este é o terceiro ano consecutivo que a Contracs se preocupa em produzir um calendário de parede para subsidiar as entidades filiadas. O arquivo está disponível para download no link (botão) PUBLICAÇÕES (www.contracs.org.br/publicacoes.asp)....

Siga-nos

Sindicatos filiados